• Pedro Vitor Lopes

Gilson Aureliano Jr. comenta entrevista de Dr. Marcos ao Correio


Personagem importante da política de Abreu e Lima, Dr. Marcos deu uma entrevista com fortes críticas à atual gestão, enfatizando a má qualidade dos serviços prestados principalmente à saúde do município.


Do ponto de vista da narrativa e da oratória empregada, Dr. Marcos foi muito bem, inclusive ressaltando o apoio que tem da vice governadora do estado, Luciana Santos, e de seu filho Dr Marquinhos, que lhe ajuda em programas de Saúde no município.

Quando estava assistindo, lembrei de um outro Dr. Marcos, aguerrido contra os Gadelhas, que nem foram citados na entrevista.


Dr Marcos há 16 anos atrás era o principal nome da Oposição, com 26 mil votos e hoje se tornou a quarta ou quinta força política do município. Foi vice em duas das três últimas gestões e suas críticas são idênticas a seu rompimento com Flávio Gadelha.

Diante de um discurso cheio de críticas a gestão fiquei me perguntando, Dr. Marcos e Marquinhos quando tiveram oportunidade na Saúde Municipal acrescentaram o que de concreto? Por que tanto tempo para um segundo rompimento( gestão de Flávio e Pastor Marcos) como vice Prefeito? Como convencer o Eleitor que depois de ser vice duas vezes, ele não " aceitaria ser vice" de novo? Como convencer uma parcela de eleitores da cidade que ele pode ser o novo Prefeito? São perguntas que só o desenrolar do ano podem responder.


Contudo, é preciso que se diga que, hoje,Dr Marcos tem um capital de votos decisivos, não para ser prefeito, mas com toda certeza para decidir uma eleição que promete ser muito equilibrada.