• Pedro Vitor Lopes

O fim das coligações e a renovação da Câmara- por Pedro Vitor Lopes


Tradicionalmente mais concorridas, as eleições proporcionais prometem fortes emoções em 2020, sobretudo com o fim das coligações partidárias.


Uma mudança que, neste momento, preocupa principalmente alguns vereadores de mandato, que devem pelejar para formar partidos competitivos e assim alcançar o quociente eleitoral.


Na conjuntura em desenvolvimento, suplentes e marinheiros de primeira viagem estão cada vez mais unidos no propósito de construir legendas sem a presença de vereadores, decisão que elevaria a possibilidade de renovação da Câmara.


Na eleição passada, das onze vagas em disputa, seis foram ocupadas por novatos, uma renovação de quase 60%. Número que, na pior das hipóteses, deve se manter em 2020, para o bem da democracia abreulimense.


*Pedro Vitor Lopes é professor, graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco, e editor chefe do Correio.