• Pedro Vitor Lopes

Início das matrículas na rede municipal é marcado por fila e críticas em Chã de Cruz


O primeiro dia de matrículas na rede municipal de ensino foi marcado por duras críticas ao governo por parte da população de Chã de Cruz. zona rural de Abreu e Lima. 


Os moradores da localidade se queixam do número insuficiente de vagas para alunos novatos em relação a demanda apresentada pela comunidade.


Para conseguir matricular suas crianças, muitos responsáveis dormiram na fila que se formou diante da Escola Municipal Eduardo Batista Ribeiro, ainda na noite da quarta feira, dia 01 de janeiro.


Segundo a população, a ampliação do número de vagas é uma reivindicação antiga da localidade, mas que “entra gestão e sai gestão  e nada é resolvido“.

Procurada pelo blog, a Secretaria de Educação afirmou ter conhecimento do problema e que está finalizando processo licitatório para ampliar a escola do bairro. Segundo a instituição, a alta demanda se dá pela qualidade do ensino oferecida na Escola Eduardo Ribeiro, que atingiu nota 5,7 no IDEB 2017, sendo referência na região


Ainda de acordo com a Secretária, existe um número máximo de alunos distribuídos por turma definido pelo Ministério da Educação, para que não haja comprometimento do aprendizado.

Há apenas 10 meses no cargo, a secretaria Geni Soares encerra as declarações afirmando estar à disposição da comunidade para a resolução desse e e outros impasses.